Descubra a eficácia do Red Team em sua empresa

Ter uma empresa preparada para os riscos cibernéticos é essencial. É nesse momento que entra o red team, também conhecido como equipe vermelha. Mas afinal, o que é, qual é o principal objetivo e como pode ajudar a sua empresa? Continue neste artigo e veja todas as informações sobre o assunto.

Esse é um grupo de profissionais que buscam trabalhar em conjunto para testar a segurança de uma empresa, simular ataques cibernéticos e identificar diversas vulnerabilidades.

Pensando em você que está em busca de garantir a segurança da sua empresa, separamos um conteúdo completo, sobre o que é Red Team, como funciona e quais são seus benefícios.

O que é Red Team?

Uma avaliação da red team ou equipe vermelha, é uma atividade adversária baseada em metas. Desse modo, requer uma visão geral e holística da organização a partir da perspectiva de um adversário.

Esse processo de avaliação foi projetado para atender às necessidades de organizações complexas que lidam com uma variedade de ativos confidenciais por meio de meios técnicos, físicos ou baseados em processos. Sendo assim, é um grupo de especialistas em segurança cibernética que atuam em conjunto para testar a eficácia da segurança de uma organização. Eles simulam ataques cibernéticos para identificar vulnerabilidades e pontos fracos no sistema de segurança.

Desse modo, permitindo que a organização possa tomar medidas preventivas e corretivas para proteger suas informações e ativos. O objetivo de realizar uma avaliação de equipe vermelha é demonstrar como os atacantes do mundo real podem combinar explorações aparentemente não relacionadas para atingir seu objetivo.

Como funciona o Red Team?

O Red Team utiliza várias técnicas para testar a segurança da organização. Sendo assim, usam ataques simulados, tentando obter acesso aos sistemas e informações da organização de maneira não autorizada.

Além disso, eles também realizam testes de engenharia social. Desse modo, tentando convencer os funcionários a fornecer informações confidenciais ou realizar ações que possam comprometer a segurança da organização.

Os testes podem ser realizados interna ou externamente. Nos testes internos, a equipe vermelha tem acesso às informações e sistemas da organização. Enquanto, nos testes externos, eles simulam ataques a partir de fontes externas, como a internet. Os resultados dos testes são documentados e apresentados à organização. A equipe de segurança pode então tomar medidas preventivas e corretivas para proteger a organização contra futuros ataques.

Quais são algumas táticas comuns da Red Team?

O Red Team revela riscos para sua organização que os testes de penetração tradicionais perdem porque se concentram apenas em um aspecto da segurança ou em um escopo estreito. Aqui estão algumas das maneiras mais comuns pelas quais os avaliadores da equipe vermelha vão além do teste:

  • Engenharia social baseada em e-mail e telefone. Com um pouco de pesquisa sobre indivíduos ou organizações, os e-mails de phishing se tornam muito mais convincentes.
  • Esta fruta baixa é frequentemente a primeira de uma cadeia de ataques compostos que levam ao objetivo.
  • Exploração de serviços de rede. A exploração de serviços de rede não corrigidos ou mal configurados pode fornecer a um invasor acesso a redes anteriormente inacessíveis ou a informações confidenciais.
  • Muitas vezes, um invasor deixará uma porta dos fundos persistente caso precise de acesso no futuro.
  • Exploração de instalações físicas. As pessoas têm uma inclinação natural para evitar o confronto. Assim, obter acesso a uma instalação segura é muitas vezes tão fácil quanto seguir alguém através de uma porta. Quando foi a última vez que você manteve a porta aberta para alguém que não digitalizou seu crachá
  • Exploração da camada de aplicação. Os aplicativos Web geralmente são a primeira coisa que um invasor vê ao olhar para o perímetro de rede de uma organização. A exploração de vulnerabilidades de aplicativos Web (por exemplo, scripts entre sites, injeção de SQL, falsificação de solicitações entre sites, etc.) pode dar ao invasor uma posição a partir da qual executar novos ataques.

Quem deve contar com um red team?

Qualquer organização que valorize seus dados e ativos deve considerar contar com um red team. Isso inclui empresas de todos os tamanhos e setores, bem como organizações governamentais e sem fins lucrativos.

Empresas que lidam com informações confidenciais, como informações financeiras, de saúde ou de clientes.

Desse modo, são particularmente vulneráveis a ataques cibernéticos e devem considerar investir em uma equipe vermelha para testar e melhorar sua segurança cibernética.

Organizações que são regulamentadas, como as do setor financeiro e de saúde, também podem precisar contar com um red teaming para garantir que estejam em conformidade com as regulamentações de segurança cibernética.

No geral, qualquer organização que deseje proteger seus dados e ativos contra ameaças cibernéticas deve considerar contar com uma equipe vermelha.

Contar com o Red team é essencial para a sua organização!

Como visto anteriormente no artigo, o Red Team é um recurso valioso para qualquer organização que queira proteger seus dados e ativos contra ameaças cibernéticas.

Desse modo, ao simular ataques cibernéticos, eles podem identificar vulnerabilidades e fraquezas no sistema de segurança da organização. Além disso, ajudam a fornecer informações valiosas sobre como melhorar a segurança cibernética.

Entre os principais benefícios do Red Team, podemos ressaltar a identificação de vulnerabilidades, a melhoria da segurança cibernética. Não só, como também a redução de riscos, o aumento da conscientização de segurança, o teste de planos de resposta a incidentes, a conformidade e a análise de terceiros.

Ao investir em uma equipe vermelha, as organizações podem estar mais preparadas para enfrentar ameaças cibernéticas e proteger seus dados e ativos contra-ataques.

Fontes

Douglas Bernardini

Cybersecurity Specialist & Cloud Computing Expert with +10 years experience in IT infrastructure.

Specialist delivering assets for development teams in Google Cloud Platform (GCP) and Amazon web services (AWS)

Hands-on cloud security enterprise architect, with experience in SIEM/SOC, IAM, cryptography, pentest, network topologies, operating systems, databases, and applications.

Experience in DevSecOps analysis to discover vulnerabilities in software, identifying CI/CD risks gaps and recommending secure-coding process (S-SDLC).